De Tudo Um Pouco...




terça-feira, 11 de setembro de 2012

Tenha Objetivos Claros.


Como é de conhecimento de alguns, atuo como coaching, orientando e direcionando profissionais aos seus objetivos. Para alcançar objetivos é preciso definir uma estratégia. Mas antes de tudo isso...até da estratégia, é muito comum ver no mercado uma grande parcela de candidatos que muitas vezes esquecem do seu principal cartão de visita: o currículo. Com frequência me deparo que situações em que o profissional é excelente, possui bagagem, conhecimento técnico e experiência, mas sua apresentação deixa a desejar. E novamente venho a falar, é o currículo que precisa ser adaptado, melhorado. Ele é sim o resumo da sua vida profissional.


Regras são disponibilizadas todos os dias...em livros, grandes magazines e modelos na internet, mas vamos começar pelo básico. Pense em primeiro lugar qual o seu objetivo fim, onde quer chegar e o que pretende com isso. Isso mesmo! É um exercício a se fazer antes mesmo de sair criando currículo.
Tenha Objetivos Claros! Se nem você sabe para que vai preencher aquelas próximas linhas, mais difícil será convencer o seu recrutador. Dinheiro, ganhar mais, trabalhar menos...pare por aí. Esses objetivos são comuns e irreais. Nesse caso eu e você temos algo em comum. Eu gostaria muito de ganhar na mega sena. Detalhe, nem eu jogo e você tampouco quer se esforçar pra trabalhar menos e ganhar mais.

Objetivos devem agregar no seu pessoal, nas suas habilidades e na sua atuação. Ganhar mais é consequência! Trabalhar menos?! Esquece! Isso não faz parte do perfil de um grande vencedor! É preciso muito suor para alcançar grandes conquistas.
Assim que seus objetivos estiverem definidos, podemos começar a redigir um currículo. Ao contrário do que é dito por muitos, o currículo não deve conter um única página. A ideia inicial disso seria de que o currículo deve ser mesmo o RESUMO profissional, ou seja, deve ser pragmático. Informações como estado civil, número de título de eleitor, RG, CPF, número da carteira de trabalho, entre outros não são importantes agora. Não antes de sua primeira entrevista, ao menos. Esses dados ou serão questionados na sua entrevista, ou serão solicitados na sua contratação. Por isso, não desperdice espaço que informações desnecessárias. Salvo se você possui cadastro e registro no órgão de regulamentação da sua profissão e que são imprescindíveis para atuação do profissional, como por exemplo advogados, engenheiros, médicos, entre outros.

No cabeçalho inclua seus principais contatos, tais como seu endereço, e-mail e telefone. Somente aqueles contatos diretos. Atente aqui para não incluir todos perfis de rede social , ao menos que use com objetivo profissional, e todos os telefones que você possui. Um número já é suficiente. Feito isso, coloque seu nome completo um pouco abaixo em evidência. Destaque-o com tamanho de fonte superior aos demais textos do currículo.
 

A partir disso, coloque o seu(s) objetivo(s). No máximo dois. Ali é possível saber quem você é e ao que veio. Deixa claro quais suas intenções. Na sequencia coloque suas experiências, com cargo, período, empresa e breve descrição do que agregou em suas atividades. Muita atenção: não faça uma narrativa de suas atividades e processos. O que interessa nesse ponto é incluir por tópicos quais foram as contribuições e ganhos que trouxe à empresa que você atuou. E tenha certeza, você fez isso! Liste as empresas da mais recente a mais antiga.
Feito isso, liste suas habilidades. Inclua nesse campo tudo que é intrínseco e são qualidades suas. Veja bem, não disse para se chamar de perfeccionista. Isso já é até manjado! Aliás, acho perfeccionista ninguém realmente é. Sempre escapa alguma coisa. Enfim, coloque aqui especializações, línguas, características suas.

Quase ao final do currículo, coloque sua formação: Graduação, Pós graduação, especializações e cursos afins de sua profissão. Jamais coloque qual escola estudou o 1º e 2º grau. Isso é irrelevante.
Para complementar indique referências. Pessoas as quais você trabalhou e que poderiam comentar a cerca do seu trabalho. Logicamente converse com elas primeiro, para que estejam cientes de você as está indicando. Além de soar mais simpático a humildade de pedir essa ajuda. J

São passos básicos para se apresentar que trazem curiosidade ao recrutador para conhecer mais de você e entender como aconteceram tuas experiências. Agora que já sabemos o que deve ter no currículo, podemos sim partir para estratégia! Esse será o tema do próximo post. Aguardem.

Abraços!

Sucesso e Sorte!

@anakretzmann